Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ESTADO SOCIAL

respigos e reflexões sobre o território e a sociedade

Lisbon the next tech capital

30.10.16

14089241_10153844064400098_7640217096588957656_n.j

É compreensível que as grandes cidades europeias e mundiais acompanhem as marés culturais, tecnológicas e financeiras e resolvam aproveitar a onda quando os ventos parecem ser favoráveis. Ainda assim, convém ter em atenção que este tipo de «vagas» são fenómenos cíclicos resultantes de forças não controláveis e que às vezes nos levam para onde não queremos ir. A este propósito, e do entusiasmo pelo Web Summit em Lisboa relatado na notícia do The Guardian, talvez valha a pena acompanhar o debate em torno do lançamento do último livro de Richard Florida - o guru das "cidades do talento". Centrado no tema da "crise urbana", o autor faz "mea culpa" e alerta para os riscos da aposta na atração da "classe criativa" que durante tantos anos defendeu como receita milagrosa para o desenvolvimento das cidades. Entre os vários problemas, ou efeitos colaterais, apontou o aumento do custo da propriedade, a gentrificação, o aumento das desigualdades e o aprofundamento da segregação, e a expulsão da classe média do centro das cidades. A aposta de Lisboa para se tornar numa «capital tecnológica» não deve negligenciar este risco.